NOTÍCIAS

In:

Yellow Submarine volta aos cinemas

pple Corporation acaba de anunciar uma parceria com a Titan Comics para produzir uma adaptação para quadrinhos do Yellow Submarine.

pple Corporation acaba de anunciar uma parceria com a Titan Comics para produzir uma adaptação para quadrinhos do Yellow Submarine.

São insondáveis os mistérios do mar. Quem poderia imaginar que a 80 mil léguas de profundidade, junto aos corais e aos jardins de conchas feitos pelos polvos, pudesse existir uma cidade de amor, cores e música, onde todos eram felizes?

Quem poderia imaginar a existência de Pepperland, onde a banda do Sargento Pimenta tocava sem parar? Somente um pedido de socorro nos trouxe esse paraíso à tona: Pepperland havia sido invadida pelos Maldosos Azuis, os Blue Meanies, que odiavam exatamente o amor, as cores, a música.

De volta às telas

O SOS foi lançado pelo prefeito de Pepperland, que encarregou o velho marinheiro Fred a navegar até o porto de Liverpool e pedir ajuda aos Beatles, que imediatamente partiram em missão de salvamento. Em um submarino amarelo. Em 2 de dezembro de 1968, nascia Yellow Submarine, desenho animado que agora completa 50 anos. Restaurado, será reexibido com pompa e circunstância numa imensa rede de cinemas norte-americanos ainda a ser anunciada, a partir do dia 8 de julho.

Os Beatles não estavam nada interessados no projeto da King Features, que já havia feito alguns curtas baseados na banda, no auge da Beatlemania e da invasão britânica nos Estados Unidos. Brian Epstein, o empresário ainda estava vivo e deu total liberdade à empresa cinematográfica para fazer um longa-metragem sobre os Beatles, bem aos moldes de Fantasia, de Walt Disney.

Desinteresse

O tempo foi passando e o trabalho, constantemente adiado. Brian morreu e quando tudo tendia a cair no esquecimento, a King Features lembrou aos Beatles que havia um contrato assinado com Brian e exigiram o seu cumprimento. A banda criou então a Apple Films e os músicos limitaram-se a compor seis músicas para o projeto e franquear seu catálogo de músicas. Jogaram tudo nas mãos do produtor George Martin e saíram de cena. Não acompanharam o roteiro nem a produção. Achavam Yellow Submarine um filmete primário. Proibiram que suas vozes fossem utilizadas pelos personagens.

‘Maldita trilha’

George Harrison disse à época que os Beatles tiveram apenas um ou dois encontros com a empresa. A George Martin coube a missão de organizar toda produção da trilha sonora, com o brilho que sempre caracterizou seu trabalho. Mas queixou-se: “Eles (os Beatles) agiram mais ou menos assim: está bem, vamos dar a esses caras a maldita trilha, mas sem nos estafarmos. Vamos colocar o que nos der na cabeça.”

E assim foi feito. A trilha sonora foi então composta pelas músicas Yellow Submarine, Only A Northern Song, All Together Now, Hey Bulldog, Its All Too Much e All You Need Is Love. A trilha orquestrada foi composta por George Martin, com as faixas Pepperland, Sea of Time, Sea of Holes, Sea of Monsters, March of the Meanies, Pepperland Laid Waste e Yellow Submarine in Pepperland.

Sucesso

Apesar de toda a má vontade, o filme foi um sucesso de público e de crítica. Hoje está colocado entre os 40 melhores desenhos animados já produzidos na história. E é exatamente por isso que seu aniversário de 50 anos será comemorado em grande estilo.Para a sua reexibição nos cinemas americanos, Yellow Submarine foi restaurado em resolução digital 4k, embora nenhum software automatizado tenha sido usado, de modo a preservar a arte original, toda desenhada à mão. Os elementos fotoquímicos do filme foram recuperados manualmente, quadro a quadro. A trilha sonora do longa (e a do álbum Yellow Submarine) foi remixada nos estúdios de Abbey Road, em surround 5.1 estéreo.

As vozes

Em 1968, a animação foi dirigida por George Dunning, em parceria com os escritores Lee Minoff, Al Brodax, Jack Mendelsohn e Erich Segal, além de uma equipe de desenhistas liderada por Robert Balser e Jack Stokes. Enquanto o filme apresentava os Beatles embarcando em uma odisseia pop art psicodélica para salvar o paraíso submarino de Pepperland, a banda esteve alheia a tudo. Proibida de usar as vozes dos Beatles, a produtora contratou um quarteto de atores para fazer os diálogos.

A voz de John Lennon foi feita por John Clive. A de Paul McCartney, por Geoff Hughes. A de George Harrison, por Peter Batten e Paul Angelis. A de Ringo Starr, também por Paul Angelis, que deu voz igualmente ao malvado líder dos Azuis. Os Beatles aparecem apenas no final do filme, numa rápida sequência de ação.

Novos projetos

As novidades em relação a Yellow Submarine, no entanto, não param por aí. A Apple Corporation acaba de anunciar uma parceria com a Titan Comics para produzir uma adaptação para quadrinhos do Yellow Submarine. O editor da MAD Magazine, Bill Morrison, foi escolhido para dirigir o projeto, que deverá ser lançado ainda este ano, mas sem uma data já prevista. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Autor: Carlos de Oliveira
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com