Agenda

fev
26
seg
SESC confluências abre inscrições para 2018
fev 26@21:45 – mar 25@22:45

xFoto-Nota-Sesc-Confluencias.png.pagespeed.ic.W9gVHKB0JR

Artistas, curadores, gestores, educadores e estudantes de Artes Visuais, residentes em Alagoas, Maranhão, Minas Gerais e Pernambuco, poderão se inscrever a partir de 26 de fevereiro para a seleção do Laboratório de Práticas Culturais do projeto Sesc Confluências. Atuando no fomento à pesquisa, prática e difusão nas artes visuais, o projeto colabora para uma análise localizada da produção artística contemporânea, contextualizando-a nos fluxos, espaços, práticas, políticas e tensões nacionais e internacionais. Lança mão, para isso, da reflexão coletiva e do intercâmbio de saberes, valorizando as diversidades e a singularidade das culturas regionais, convergindo a produção nacional contemporânea e fomentando as artes visuais de forma descentralizada.

Em encontros imersivos colaborativos, os participantes se reúnem em laboratórios culturais locais com mediadores indicados pelo Sesc para o desenvolvimento de projetos coletivos construídos a partir das necessidades locais. Além de encontros, o Sesc Confluências prevê, como suporte à imersão, cursos, palestras, oficinas ou outras consultorias indicadas pelos participantes. O laboratório conta com uma carga horária de 60 horas.

Entre as possíveis ações a serem produzidas pelo programa estão a organização de catálogos, exposições, seminários e residências artísticas. O projeto gera também uma série de informações que auxiliam o Sesc a promover a programação de cada local, buscando ativar a cena e fortalecer o campo das artes visuais no país.

A seleção dos participantes será realizada por uma equipe formada pelos profissionais das artes visuais do Sesc e mediadores convidados. Aos participantes selecionados para o laboratório que residem fora da cidade de realização das atividades, o Sesc oferecerá hospedagem, translado e alimentação. O resultado e o cronograma das atividades serão divulgados até o dia 10 de abril de 2018.

Inscrições

De 26 de fevereiro a 25 de março de 2018.
Confira o regulamento e saiba mais sobre o projeto no site:

http://www.sesc.com.br/portal/site/confluencias/inscricoes/

Mais informações: cultura@sesc.com.br

fev
28
qua
15ª Mostra Alagoana de dança – Inscrições Abertas
fev 28@21:45 – mar 21@22:45

15unnamed

mar
2
sex
Orquestra Filarmônica de Alagoas dá início à série de concertos Selma Britto
mar 2@23:00 – mar 3@01:30
Com regência e direção artística do maestro Luiz Martins, orquestra traz no repertório compositores como Heitor Vila Lobos, Chiquinha Gonzaga e José Gomes de Abreu

Com regência e direção artística do maestro Luiz Martins, orquestra traz no repertório compositores como Heitor Vila Lobos, Chiquinha Gonzaga e José Gomes de Abreu

Depois de muitos ensaios, os músicos da Orquestra Filarmônica de Alagoas estreiam a série de concertos Selma Britto, em uma bela homenagem à pianista alagoana, nesta sexta-feira (2), às 20h, no Teatro Deodoro, em Maceió. O ingresso custa R$ 40,00 inteira e R$ 20,00 a meia entrada e está à venda nas lojas Chilli Beans, do Maceió Shopping, e Club Lyon, na Jatiúca.

O concerto conta com a participação especial da pianista Selma Britto. Com regência e direção artística do maestro Luiz Martins, a orquestra traz no repertório compositores como Heitor Vila Lobos, Chiquinha Gonzaga e José Gomes de Abreu.

 A série Selma Britto é composta por 10 concertos que serão realizados ao longo do ano, sempre na primeira sexta-feira do mês, e conta com o apoio da Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (Diteal). O objetivo, além de homenagear a pianista, é contribuir com a formação de plateia no estado.

A Orquestra Filarmônica de Alagoas sobe ao palco com 44 músicos. Nos primeiros violinos estão Thiago Herculano, Nivaldo Oliveira, Vanessa Ferreira, Davi Coimbra, Edson Gomes e Jonathan Dionísio. Nos segundos violinos, Jamerson Melo, Isabele Rocha, Claudineide dos Santos, Evily Kayse, Brunno Cavalcante e Karina Brandão.

Na viola, Olívio Fernandes, Sóstenes Paes, Magno Santos e Elieser Cassimiro. No violoncelo, José Tavares, Felipe Brandão e Lenivaldo Carvalho. No contrabaixo, Jairo Rocha e Thiago de Melo Amaral. Na harpa, Isabele Carvalho. Nas madeiras, Fabiano Valeriano, Patrício Laranja, Chalei de Sá Queiros, André Tokura, Ricardo Resende, Santiago Vitorino, Luiz Alberto, Ythallo Pereira e Marcílio Souza. Nos metais, Eliseu Santos, Elias Júnior, Nicholas Máximo, Enife Costa, Moisés Carvalho, Alexandre Karoba, Rony Ferreira e Henrique Silva. E, na percussão, Elias Filho, Mylãnne Santana, Rodrigo Melo e Augusto Morales.

 Selma Britto é uma grande referência não só para os músicos da Orquestra Filarmônica de Alagoas, como também para a cultura alagoana. Para os integrantes da orquestra, a pianista é fonte de inspiração, exemplo de cidadania, respeito e amor à música.

 “É muito bom poder homenagear as pessoas em vida. Estamos muito felizes com a realização da série Selma Britto”, afirmou o músico e dirigente da orquestra, Thiago de Melo Amaral.

 “É uma honra e uma alegria para a Diteal poder apoiar esta iniciativa da Orquestra Filarmônica de Alagoas de formação de plateia e fazer parte dessa homenagem à grande pianista Selma Britto, pessoa pela qual temos grande carinho e admiração”, destacou a diretora presidente da Diteal, Sheila Maluf.

 Sobre a pianista Selma Britto

 Selma Brito iniciou os estudos de piano com a mãe, Hylda Calheiros, e continuou com a tia Marina Galvão Calheiros. Ela é formada em piano no curso de Seminários Livres de Música, na Universidade Federal da Bahia. Aprofundou os estudos com os professores Pierre Klose, H.J. Koellreutter, Ernst Widmer, Yulo Brandão e Damiano Cozella. Tem participações em seminários internacionais de música da UFBA.

Aos 78 anos, Selma se mantém atuante na música. É pianista da Camerata Ero Dictus, parceira da Orquestra Filarmônica de Alagoas e de diversos músicos alagoanos, e ainda atua como coordenadora do projeto Concerto aos Domingos, realizado sempre no primeiro domingo do mês, no Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas. Projeto importante para a formação de plateia e valorização da música erudita no estado há 17 anos.

 Dona de grande humildade e carisma, Selma Britto diz que se considera uma aprendiz e conta que está sempre estudando música. Ela é só emoção e alegria ao falar da homenagem.

 “Nunca imaginei que ia receber uma homenagem assim com tanto carinho. A música é a minha vida e não deixo de me emocionar. Tenho carinho por esses músicos, amor por todos eles. Além da homenagem, poder tocar com eles está sendo uma honra e será sempre… A felicidade é isso, está tão perto, é um momento muito feliz, especial, que vai me acompanhar não só na sexta-feira. Vou levar esse gesto de carinho para onde eu for, eternamente”, revela a pianista.

Serviço:

Série de Concertos Selma Britto

Data: Sexta-feira (02/03)

Horário: 20h

Local: Teatro Deodoro, Centro de Maceió

Ingresso – R$ 40,00 inteira e R$ 20,00 a meia entrada e está à venda nas lojas Chilli Beans, do Maceió Shopping, e Club Lyon, na Jatiúca

Mais informações – (82) 9.9381-6666 e 9.9444-6228

mar
6
ter
Misa recebe mostra Raízes Baganas D’África
mar 6@22:00 – mar 31@23:00
Exposiçaõ retrata as contradições sociais e a busca de democracia plena e solidariedade entre os povos

Exposiçaõ retrata as contradições sociais e a busca de democracia plena e solidariedade entre os povos

Com o objetivo de retratar as contradições sociais e a busca de democracia plena e solidariedade entre os povos, o artista plástico Geraldo Ferrez expõe durante o mês de março, no Museu da Imagem e do Som de Alagoas (Misa), a mostra Raízes Baganas D’ África.

 Assinando o trabalho como Coco Ferrez, o artista se inspirou na África, Nordeste brasileiro, negros, elefantes, olhares, corpo, cores, gente, trabalho e beleza. Produziu uma riqueza de imagens e sentidos que, no conjunto, impactam seus observadores de forma admirável.

Sua arte retrata as contradições sociais e a busca de democracia plena e solidariedade entre os povos. “Baganas representa o que nos resta de África, e o que sentimos e fazemos dessas raízes pode ser apreciada nas 37 obras expostas”, explica o artista.

Com abertura no dia 6 de março, às 17 horas, Raízes Baganas D´África ficará exposta até o dia 31 de março, de terça a sexta, no horário de 8h às 17h.

 Serviço

Exposição Raízes Baganas D’África

Quando: de 6 a 31 de março

Local: Misa, na Rua Sá e Albuquerque, 275, no bairro do Jaraguá, em Maceió

Entrada gratuita

Informações: (82) 3315-7882

mar
17
sáb
Lançamento das Obras
mar 17@12:30 – mar 18@13:30

unnamed

mar
24
sáb
Levanta-te @Ginásio João Paulo II
mar 24@23:00 – mar 25@02:45
Levanta-te @ Ginásio João Paulo II | Alagoas | Brasil

 

abr
17
ter
Exposição xucurú-kariri – história e arte
abr 17@11:00 – abr 20@10:45

IMG-20180415-WA0089

jun
11
seg
Concurso de quadrilhas Sesc/Liqal com diversas apresentações
jun 11@20:00 – jun 28@23:45
IMG_2977

Evento acontece de 11 a 28 de junho. Unidade Sesc poço. Entrada Franca

Mês de junho é sinônimo de fogueira, xote, baião, forró e quadrilhas. Elementos que compõem, de forma descontraída, os principais aspectos da vida rural e singular do povo nordestino. Valorizando a tradição, o Sesc, junto à Liga de Quadrilhas de Alagoas (Liqal), promove o concurso de quadrilhas estilizadas do Estado. As apresentações começam hoje, 11/06, às 20h, na Unidade Sesc Poço, e seguem até 28 de junho.

O evento abre a temporada de competições com disputas entre 11 e 16 de junho, com os grupos de acesso do concurso. De 18 a 28, acontecem as eliminatórias do grupo especial de quadrilhas estilizadas. O evento é aberto ao público.

PROGRAMAÇÃO – SESC LIQAL – 2018
GRUPO DE ACESSO – 20HS
11 de Junho:
Amor da Juventude
A fazendinha
Balão Nordestino
Brilho Lunar

12 de Junho:
Evolução
Renascer do Sertão
Canarraiá

13 de Junho:
Roda de Fogo
Raiar do Sol
Flor do amor
Mandacaru

14 de Junho:
Raízes do Nordeste
Xamego show do Pilar
Sanfona do Rei
Flor do Nordeste

16 de Junho:
Falamansa
Luar do Nordeste
Dona fulô
Remelexo

PROGRAMAÇÃO – SESC LIQAL – 2018
GRUPO DE ESPECIAL – 20HS

18 de Junho:
Santa fé
Balancear

19 de Junho:
Dona Dadá
Amor Junino
Explosão no Sertão

20 de Junho:
Forró Baião
Xique-Xique
Flor do Camará

21 de Junho:
Amanhecer no Sertão
Gibão de Couro
Lengo Tengo

25 de Junho:
Balanço do Matuto
Xodó e Xamego
Chapéu de Couro

26 de Junho:
Flor do Mandacarú
Luar do Sertão
Chapéu de Palha

28 de Junho:
Flor de Chita
Rosa dos Ventos
Dona Ciça

jun
12
ter
São João do Povo 2018 em Palmeira @Praça do Skate
jun 12@20:00 – jun 30@23:45

11tribuna-sao-joao-palmeira-2018-junho_FINAL

jun
15
sex
Forró Contábil
jun 15@21:00 – jun 16@05:00

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com